Retrospectiva Literária de 2016

imagem1

Feliz ano novo galerinha!Fiquei todos esses dias pensando em escrever uma mensagem bonita sobre 2016, entretanto esse ano que passou foi esquisito demais, e vendo aqui uma mensagem sobre ele seria estranho demais. Então, para dar inicio à 2017 de uma ótima forma, resolvi começar por uma retrospectiva literária bem bacana que foi criada pela Thay do Doces Rodopios, e que eu havia feito alguns anos atrás no meu antigo blog

Foram nove livros lidos, em comparação aos doze que li em 2015.

Livros lidos em 2016

A Essência do Mal de Sebastian Faulks;

Drácula de Bram Stoker;

Leviatã: A Missão Secreta de Scott Westerfeld;

O Oceano no fim do Caminho de Neil Gaiman;

Só Garotos de Patt Smith;

Amada Imortal de Cate Tiernan;

Amigo Secreto 01: A Lista de Desejos de Sylvia Day;

Amigo Secreto 02:Sangue e Rosas de Sylvia Day;

Verão no Aquário de Lygia Fagundes Telles.

Melhor casal literário

Steph e Nick da primeira parte de contos Amigo Secreto: A Lista de Desejos. Os dois trabalham como advogados num mesmo escritório, e no  amigo secreto de fim de ano da firma, Nick tira Steph, e depois de encontrar uma lista dos desejos bem safadinhos que Steph gostaria de realizar com ele, Nick resolve que tem que tornar tais desejo bem reais. Baixei esse ebook de forma bem despretensiosa, e me surpreendi bastante, já que nunca olhei com bons olhos romances eróticos, e com esse pequeno livro, acabei mudando de opinião.

 

Virei a noite lendo

Drácula de Bram Stoker. Tinha começado a ler essa preciosidade em 2014 no meu celular, e depois subi para o meu tablet,mas só fui ler mesmo no ano passado, e acabou se tornando um dos meus livros favoritos. Escrito em 1897, a mais famosa história de vampiros da literatura ocidental, nos traz um jovem  corretor de imóveis inglês Johnathan Haker que vai à Transilvânia, na Romênia, fechar um contrato de uma mansão numa região próxima a Londres, com o misterioso Conde Drácula e que depois, Johnathan descobre que seu contratante é na verdade um vampiro.Quando terminei de ler esse livro, já me encontrava obsessiva com a história do Drácula

 

O livro mais chato

A Essência do Mal de Sebastian Faulks. Para comemorar o centenário do escritor  inglês Ian Fleming – o criador do espião mais famoso da históia, James Bond, o 007-, e foi encomendada pelo Instituto Ian Fleming. A história se passa na década de 1960 e  é centrada numa investigação de Bond sobre o Dr. Julius Gorner, um químico megalomaníaco com um enorme ódio pela Inglaterra. Quando comprei esse livro em 2012, me encontrava numa febre de 007, mas não pude ler naquele período por conta do vestibular e só fui lê-lo agora em 2016. Achei que ele poderia ser uma grande homenagem ao Fleming,mas ficou muito previsível, além de ter uma Bond Girl bem sem sal.

 

A maior decepção do ano

Amada Imortal de Cate Tiernan. Tenho que dizer que comprei esse livro pela capa dele e porque tinha olhado na orelha dele e visto que a autora fez literatura russa. O livro conta a história sobre Natasya que é uma imortal que passou os últimos séculos bebendo, em festas e curtindo a vida, até ver seu amigo torturando um taxista, lhe faz repensar sobre sua vida,percebendo que tinha perdido o controle de tudo e permanecer ao lado das pessoas que passou mais de vários séculos juntos é arriscado, e agora Nastasya precisa recomeçar em outro lugar bem longe dali. Tinha tudo para ser aquele livro incrível: tinha magia,imortais e uma premissa de boa história, mas na real foi sobre uma menina que era chata, mimada e que se achava superior aos outros em mais de duzentas páginas, e com um final que me deixou meio hã?

Soco no estômago

O Oceano no Fim do Caminho de Neil Gaiman. Meu deus o que foi esse livro? Não consigo encontrar palavras para descrever a experiência que foi ler a história tão curta, mas de certa forma tão intensa. O livro conta a história de um homem que retorna à sua terra natal para um funeral, onde ele visita sua antiga sua casa e recorda eventos que aconteceram ali há mais de quarenta anos atrás. Neil Gaiman nos faz voltarmos a sermos crianças e passarmos todas as situações que o menino do livro enfrentou, além de evocar lembranças que às vezes tentamos esquecer e que ficam lá no fundo de nossas mentes. Um livro, que quando terminei de ler, aplaudi o Neil Gaiman de pé por essa maravilhosa obra de arte.

 

O livro mais triste que eu li

Verão no Aquário de Lygia Fagundes Telles. Comecei o pré-projeto do meu TCC no final do ano passado, e resolvi que iria fazer sobre a Lygia, já que ela foi candidata ao Nobel de Literatura do último ano, e acabou por perder para o Bob Dylan. Com isso, precisava começar as leituras sobre essa autora tão incrível e comecei por Verão no Aquário. Tal livro é narrado por Raíza, uma jovem pianista, que ao longo da história revela seus traumas e dramas. O principal deles: a relação conturbada com a mãe, Patrícia. Com a chegada do jovem seminarista André, Raíza acredita que o rapaz tem um caso com a mãe e passa a disputá-lo. O livro é denso (como todos os trabalhos escritos pela Lygia), fazendo com o que pensasse em abandonar o livro algumas vezes, e acabou me levando a questionar se escolhi o tema certo ( e até agora estou me questionando isso). E durante essa leitura, eu só conseguia pensar: ‘mana você precisa de um psicólogo urgentemente’.

 

Aventura,fantasia ou infanto juvenil

Leviatã: A Missão Secreta de Scott Westerfeld. O livro é uma adaptação da Primeira Guerra Mundial em uma narrativa steampunk. O , mekanistas lutam com aparatos mecânicos movidos à combustível e darwinistas usam imensos animais geneticamente fabricados, e adaptados para a batalha. Alek Ferdinand, príncipe do império austro-húngaro, está sem saída. Perdeu seu título e o apoio do povo, restando apenas um imenso ciclope Stormwalker e um grupo leal de homens. Por outro lado, Deryn Sharp é uma jovem plebeia que se disfarça de homem para ingressar na Força Aérea Britânica. Os caminhos dela e de Alek se cruzarão de maneira inesperada, levando-os a bordo do Leviatã para uma viagem que mudará suas vidas. O livro é muito bem feito, cheio de lindas ilustrações uma ótima e uma ótima construção dos fatos que desse conflito que abalou a humanidade.

 

Bate bola de personagens 

 
Personagem masculino apaixonante: Nicholas James de A Lista de Desejos, que homão é esse cara.
Personagem feminina admirável: As três mulheres da família Hempstocks de Oceano no Fim do Caminho; Derryn Sharp de Leviatã: A Missão Secreta; Mina Haker de Drácula.
Personagem mais chato: Dr. Julius Gorner de A Essência do Mal.
Personagem mais legal: Conde Drácula de Drácula.
Personagem que mais me identifiquei: A rainha do punk rock Patti Smith, em sua biografia Só Garotos.

Melhor livro de 2016

Só Garotos de Patti Smith. A cantora e poeta do punk rock narra nessa autobiografia tão delicada sobre sua infância, juventude, a primeira gravidez, a fuga de Nova Jersey para Nova York, a vida difícil na cidade e quando conheceu o fotógrafo Robert Mapplethorpe, que tornou seu namorado,onde moraram no mítico Hotel Chelsea, e  depois que terminaram, se tornaram amigos para toda. Esse livro expôs as delícias e as dificuldades que é ser artista e se esse é o tipo de vida que queremos levar. E para mim esse livro, virou uma espécie de guia nessa vida de querer fazer arte.

Publicado em Na Estante | Marcado com , | Deixe um comentário

Tag: 13 perguntas pessoais.

Estava rateando a internet, me perguntando sobre o que escreveria aqui logo depois do famigerado primeiro post. Mesmo com tantas ideias martelando minha cabeça, fiquei confusa em qual escolher e resolvi apelar para uma dessas Tags de internet para dar um gás nesse blog e encontrei essa sobre 13 perguntas pessoas aqui nesse blog de tags. E nada melhor do que falar um pouco mais sobre essa que vos escreve nesses primeiros posts.

Então, vamos lá!

13 Perguntas Pessoais

1- O que você costuma pedir no Starbucks?

Amo café e como toda boa viciada like a Gilmore Girl, adoro ir no Starbucks. Sempre vou à essa cafeteria quando dou uns rolês no centro de São Paulo.E antes costumava pedir sempre um café americano – como o nome próprio nome já diz, ele igual ao que a galera dos Estados Unidos toma- , entretanto ele é bem fraco e não tem quase gosto de nada. Passei então a pedir expressos, cappucinos com chocolate e canela <3, frappucinos quando está calor e moca <3.

2-Qual item do seu armário você não consegue viver sem?

Não sou muito ligada a moda, nunca acompanho tendências e me visto de forma bem básica (brusinha, calça jeans e tênis/sapatilha), mas ao mesmo tempo adoro a moda e a história dessa. Já tentei fazer o estilo pin-up-vintagezinha, o roqueira, o alternativo (não durou nem dois dias a ideia), e acabei adotando o básico & confortável que parece bem chato mas cai bem no dia-a-dia.

Talvez o item que não consiga viver sem seja os cardigãs. Eu simplesmente AMO esses casaquinhos de lã, e quando chega o outono/inverno, fico louca com a infinidade que encontro para comprar. Tenho desde cores básicas como preto e vermelho; com poás, com corações, listras e entre outros <3.

3-Uma coisa que as pessoas não sabem sobre você?

Eu tenho uma vértebra a mais na coluna. O normal é se ter 33 vértebras ao todo, já eu tenho 34. Além do dedo mínimo esquerdo ser quebrado desde 2008, enquanto jogava basquete no Finasa.

4-Diga uma coisa que você quer fazer antes de morrer.

Tenho uma pequena lista de coisas que quero fazer na minha vida, e talvez isso se encaixe nessa resposta, e são elas: publicar um livro, escrever e dirigir um filme, fotografar a capa de um disco – seja ele de qualquer gênero musical -, conhecer Berlim de perto.

5-Qual é a comida que você não consegue viver sem?

Batata. Amo esse tubérculo tanto,seja ele frito,cozido,purê. Onde tiver batata,eu estou.

6-Qual frase rege a sua vida?

Como diria o George Harrison, All things must pass. Tudo passa, seja a raiva, seja o ódio, seja a crise de ansiedade. Tudo vai passar e tudo pode mudar. Tento sempre aplicar isso a minha vida, mesmo que ela esteja um caos.Uma hora ou outra isso vai passar, e em algum momento pode dar certo.

7-O que você gosta e não gosta no Youtube?

Youtube é um lugar muito relativo para mim.As vezes só entro lá para ver  clipe de artistas que gosto,escutar as músicas da Taylor Swift ( porque infelizmente a colega não que disponibilizar seu material no Spotify), ver uns vídeos da Jout Jout , as dicas de fotografia da Luh, ver alguma resenha de livro ou ver um vídeo aleatório que todo mundo está vendo. De resto, não conheço muito sobre os 83948938493893 youtubers famosos, nem de seus livros famosos ou qualquer coisa do gênero, e como não sou chegada, acabo nem assistindo.

8-Qual é a música que mais está curtindo no momento?

Isso é algo muito relativo, pois eu escuto várias músicas durante o dia, passando por vários gêneros, indo do rock clássico ao jazz em algumas músicas. Mas você pode acompanhar essas oscilações no meu Last.Fm.

9-Como você definiria seu estilo?

Um básico + nerd + vintage feat um cult frustrado.

10-Número favorito.

4.Nasci no dia 04/06/1996, e coisas boas já me ocorreram em vários dias de número par, assim como sempre acho que vai dar tudo certo na minha vida em anos pares.

11-Dois hobbies.

  1. Estudar história, principalmente segunda guerra mundia, revolução russa, guerra fria, idade média e império romano.
  2. Cuidar de cactos e suculentas.

12-Duas coisas que te irritam facilmente.

  1. Não usar a seta do carro, não respeitar a fecha de pedestre e ciclista não usando a ciclofaixa.
  2. Quando ignoram quando eu estou falando.

13-Um prazer culposo.

Aumentar o volume do fone no último e depois ter aguentar as dores de ouvido, e um medo de ficar surda. Além de cutucar o canto das unhas para sentir aquelas dorzinhas  tão gostosas (?).

***

Então esses foram os treze fatos pessoais sobre a minha pessoa, meio esquisitos eu sei. Mas vivo assim ( de forma bem estranha mesmo). Até a próxima.

Publicado em Prosa | Deixe um comentário

Um.

Imagem de changes, david bowie, and bernie sanders

 

O primeiro post de um novo blog é quase como uma promessa de um ano novo que a gente sempre faz nas melhores intenções, para que o ano que vá entrar seja de fato seja melhor do que o ano anterior. No caso, minha promessa favorita é de que nesse novo ano eu irei escrever um livro – que ele virará ser um grande sucesso e eu, acabe virando uma grande escritora. Como essa promessa nunca engrenou, acabo apelando para a minha segunda promessa que vivo fazendo, que é manter o blog ativo.

Como isso não estava ocorrendo nos últimos tempos com o meu antigo blog, resolvi que era hora de mudar um pouco e recomeçar outra vez, e por isso escolhi o wordpress para fazer tal mudança.

E mesmo que ainda não seja ano novo, farei uma promessa de continuar escrevendo aqui com a mesma animação de que um ano novo começa.

 

Publicado em Sem categoria | Marcado com , , , | 1 Comentário